Terça, 19 Julho 2011 10:30    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Empresa da Califórnia produz morangos e framboesas no Litoral Alentejano
Avaliação: / 0
FracoBom 

Terça-feira, 19 de Julho de 2011

Empresa da Califórnia produz morangos e framboesas no Litoral Alentejano

Verão após Verão, o tráfego na estrada que liga São Teotónio às praias da Zambujeira do Mar é incessante. Mas na ânsia de chegar à beira mar, poucos condutores se aperceberão que a escassos quilómetros dali, já a meio caminho do Brejão, é possível descobrir um "delicioso" segredo tingido a tons vermelhos: um par de dezenas de hectares de terrenos arenosos, na sua maioria a produzir framboesas, amoras e morangos da mais alta qualidade.
   A "culpa" é da Driscoll’s, empresa norte-americana com mais de 65 anos de história e especializada na comercialização de frutos vermelhos um pouco para todo o mundo, que descobriu na freguesia da Zambujeira do Mar o local ideal para em 2004 dar início à sua "aventura" em solo europeu.
   "Este local foi escolhido a dedo! A nossa empresa tem sede na Califórnia e as condições edafoclimáticas desta região têm muitas semelhanças. Daí a Driscoll’s ter iniciado esta região para iniciar o seu processo de desenvolvimento na Europa. Depois a empresa expandiu-se e hoje já tem uma estrutura europeia, com sede em Breda, na Holanda, e locais de produção na Espanha, na própria Holanda, Bélgica, Alemanha, Marrocos… Mas o início foi mesmo aqui, na Zambujeira do Mar", conta ao "CA" Arnoldo Heeren, um português nascido no Brasil que tem nome de holandês e que dirige actualmente as operações da Driscoll’s Portugal.
   Por norma, continua Arnoldo Heeren, a empresa californiana actua no campo da "pesquisa e desenvolvimento de variedades" de amoras, framboesas, morangos e mirtilos (cultura ainda inexistente em Portugal), cedendo o direito de uso das plantas patenteadas aos produtores que se tornem seus parceiros e recebendo como contrapartida toda a produção. A comercialização do produto é a outra "face" do negócio da Driscoll’s, que em Portugal acabou por também entrar na produção para "ganhar escala no negócio rapidamente". 
   "Não temos no nosso ADN a produção, apesar de sermos uma empresa formada por produtores. Aliás, em todo o mundo só há dois lugares em que a Driscoll’s está na produção: em Portugal e no Chile", sublinha este responsável, frisando que é também no Litoral Alentejano que se encontra um dos seis campos de testes de variedades que a empresa tem na zona da Europa, África e Médio Oriente.
   Com sete anos de presença em Portugal, a Driscoll’s tem vindo a apresentar números sempre em crescendo. Proprietária de mais de 150 hectares de terreno no concelho de Odemira, a empresa tem apenas 20% da área em produção, mas está em plena expansão, ainda que tenha de lidar com as restrições impostas pelo Parque Natural da Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano. Mas a esta área junta ainda os terrenos dos 30 produtores associados que tem espalhados pelo Litoral Alentejano, Algarve e Ribatejo, num total a rondar os 200 hectares. 
   É daí que saem, por ano, toneladas de morangos, amoras e, sobretudo, framboesas, que são colhidas manualmente, embaladas no local e enviadas para o mercado retalhista que as fazem chegar aos consumidores. Um negócio que em 2010 representou entre 15 a 20 milhões de euros, facturação que reporta à Lusomorango, a organização de produtores responsável pelas vendas da Driscoll’s em Portugal.
   "A maioria das framboesas, mais de 90%, vai para exportação, sobretudo para a Europa do Norte. E nos morangos, entre 60 e 70% é exportado", revela Arnoldo Heeren, admitindo que a empresa "ainda tem muito para crescer" no mercado nacional, onde vende nas grandes redes de retalho com nome próprio ou sob a marca Aromas.
   "O grande mercado consumidor deste tipo de fruta continua a ser o norte da Europa, mas estamos a tentar cada vez mais avançar com os mercados locais", afiança o director de operações da Driscoll’s Portugal, assegurando que, nesse sentido, a empresa está "numa fase de expansão" e à procura de "pessoas que estejam interessadas em serem seus produtores".

correioalentejo



Tags: que  empresa  para  driscoll  tem  portugal  com  produção  morangos  framboesas  mar  mais  mas  alentejano  produtores  europa  por  ainda  zambujeira  verão  
 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.