Terça, 20 Dezembro 2011 19:42    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
SEF e GNR com vigilância reforçada em Odemira
Avaliação: / 2
FracoBom 

Apanha da azeitona atrai muitos imigrantes para a região


Alentejo: SEF e GNR prometem maior atenção a casos de exploração humana

Escravatura vai ter vigilância reforçada

As autoridades policiais vão reforçar a vigilância aos campos agrícolas do Alentejo para encontrarem eventuais casos de exploração laboral e escravatura. Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e GNR dizem estar preocupados, sobretudo, com os trabalhos sazonais, como é o caso da apanha da azeitona, que leva para a região um grande número de imigrantes, a maioria oriunda de países de Leste.

"A existirem, estas situações afectarão sobretudo cidadãos estrangeiros, a trabalharem em condições precárias e que ficam na região alguns meses", acrescentou fonte da GNR envolvida na operação ‘Azeitona Segura', que vigia os campos agrícolas durante esta campanha no olival, que decorre até final de Fevereiro.

A garantia de reforço da vigilância foi deixada depois das palavras do bispo de Beja, D. António Vitalino Dantas, que alertou para a eventualidade de existir trabalho escravo envolvendo imigrantes asiáticos na zona de Odemira.

Os maiores empregadores da região garantem operar totalmente na legalidade. Por seu turno, a União de Sindicatos do Distrito de Beja diz que não tem conhecimento cabal de casos concretos, mas apela à denúncia de ilegalidades.

"Sabemos que estas situações existem, mas são de difícil controlo e detecção. Cabe às autoridades fiscalizar e ver as condições em que estão estes trabalhadores", afirma Casimiro Santos, coordenador do sindicato.

Também o eurodeputado Mendes Bota, que preside à Comissão para a Igualdade de Oportunidades entre Homens e Mulheres, apela à "acção enérgica das autoridades contra esta vergonha nacional" e diz, em declarações ao CM, que "o bispo de Beja fala de um assunto que conhece bem e mediante informações concretas".

"ASIÁTICOS ESTÃO INTEGRADOS"

"Os asiáticos estão integrados e têm todos os direitos como se fossem portugueses", garante ao CM Peter Knight, da Campossol, empresa de Odemira que fabrica relva e tem 15 trabalhadores tailandeses. Também a Vitacress, que produz saladas e ervas aromáticas, garante que "não há qualquer exploração de mão-de-obra". Estas empresas foram recentemente visitadas pelo Presidente Cavaco Silva.

PORTUGUESES EXPLORADOS EM OBRA GALEGA

Os sindicatos da construção civil denunciaram, na semana passada, a existência de dezenas de trabalhadores portugueses em situação de exploração na obra de construção do novo Hospital de Vigo.

Dizem os sindicalistas que os portugueses têm salários "muito inferiores" aos trabalhadores espanhóis e que as situações de exploração se têm multiplicado.

Em Espanha, trabalham cerca de 50 mil portugueses, oito mil dos quais na Galiza.

CM





 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.