Sexta, 23 Março 2012 15:37    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Hospitais de Lisboa recusam atender doentes do Alentejo
Avaliação: / 1
FracoBom 

Hospitais de Lisboa recusam atender doentes do Alentejo

20.03.2012 - 19:04 Por Paula Torres de Carvalho

As dificuldades no acesso aos cuidados de saúde no litoral alentejano são ainda mais agravadas pela "recusa" de alguns hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo atenderem os utentes que se deslocam à procura de especialidades médicas que não existem na zona, diz ao PÚBLICO o responsável da Administração Regional de Saúde do Alentejo Litoral, Paulo Espiga. São especialidades "para as quais não existe resposta na região ou existe muito longe (em Évora) e para onde não é possível aceder por transporte público em menos de dois dias".

Há especialidades médicas que não existem no Alentejo e os doentes tentam os hospitais da zona de LisboaHá especialidades médicas que não existem no Alentejo e os doentes tentam os hospitais da zona de Lisboa (Enric Vives-Rubio)

Os problemas relacionados com o acesso aos cuidados de saúde e com a capacidade de resposta dos profissionais face às necessidades, são reconhecidos por Paulo Espiga. 

A "falta de recursos humanos na área administrativa e médica (embora neste caso minimizada pela contratação de serviços de empresas)", bem como a "falta de médicos de família (há cerca de 18.000 utentes sem médico) e alguma falta de enfermeiros", são dificuldades referidas por aquele responsável, que sublinha ainda o problema "associado com a rede de transportes" que considera "muito deficiente", um drama agravado pelas distâncias relativamente a hospitais onde estão disponíveis algumas especialidades que não se encontram no hospital de referência.

O Centro de Saúde de Odemira é um dos cinco que funcionam no Alentejo litoral (divididos por 37 extensões de saúde), que respondem a 100.000 habitantes e ainda a um elevado número de utentes esporádicos, nomeadamente no Verão, que, no ano passado, foram cerca de 20.000, referem dados disponibilizados por Espiga.

As "condições das instalações (desajustadas das necessidades actuais em termos de equipamentos, infra-estruturas, de qualidade e segurança do doente), o reduzido número de utentes inscritos e a proximidade a outras extensões de saúde com mais condições", bem como as "carências de recursos humanos, justificam, segundo afirma, o fecho de cinco extensões de saúde, três em Santiago do Cacém e duas em Odemira.

Embora reconhecendo "a maior dificuldade de alguns utentes em deslocar-se, dadas as grandes dificuldades da rede de transportes nesta região", Paulo Espiga considera que o encerramento daquelas unidades "permitiu melhorar o acesso aos cuidados, bem como a qualidade dos cuidados prestados".

Para resolver o problema da falta de enfermeiros, Espiga refere a entrada prevista para breve de mais dois destes profissionais, notando, contudo, que, atendendo à dimensão do concelho de Odemira e às novas "competências" que os enfermeiros podem e devem assumir, seria conveniente conseguir ainda "mais dois ou três".

publico






Tags: que  saúde  hospitais  por  alentejo  utentes  lisboa  não  espiga  cuidados  especialidades  falta  mais  ainda  para  com  doentes  são  paulo  dois  
 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.