Quinta, 30 Agosto 2012 09:23    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Alexandre Silva "A junta de Milfontes castiga a população..."
Avaliação: / 0
FracoBom 

A junta de Milfontes castiga a população

Publicado em Quarta, 08 Agosto 2012 16:04
Foto 20120808

Informação afixada na árvore

Como nos tempos da "outra senhora", o presidente da Junta de Freguesia de Milfontes usou o método "os meninos vão ser castigados porque se portaram mal" para punir a população.

Parece mentira mas, infelizmente, não é. A foto que ilustra este artigo é de uma informação que está colocada numa árvore na Rua Luís Soveral Varella, em Milfontes. Esta decisão de punição é da autoria da junta de freguesia de Vila Nova de Milfontes, e está assinada pelo presidente. Passo a explicar: Como parece que há pessoas que colocam lixo em redor de uma árvore junto dos contentores para lixo reciclável, o presidente da junta decidiu colocar a referida informação em que diz que junta suspende a recolha de qualquer tipo de resíduos bem como a limpeza a efectuar na zona... Fantástico, não é? O problema é que a cabeça do referido senhor presidente está cheia de equívocos, entre os quais destaco:

Equívoco 1 - O lixo é colocado fora dos caixotes pura e simplesmente porque eles estão sempre a transbordar pelo facto de Milfontes não ter o número suficiente de caixotes.

Equívoco 2 - A junta, sob risco de estar a cometer uma ilegalidade, não pode interromper uma tarefa que é da sua responsabilidade e para qual os proprietários das casas pagam impostos, taxas e sobretaxas na conta da água, mesmo quando o consumo é zero por serem casas de férias.  

Equívoco 3 - Quando muito, a junta poderá aplicar coimas para quem colocar o lixo fora dos caixotes. No entanto, e para que isso possa acontecer, Milfontes terá que ter o número de contentores suficiente.

Equívoco 4 - O referido senhor presidente não é o dono de Milfontes. Ele é apenas um presidente que foi eleito democraticamente para servir a população, e não para se servir da população para exercer o poder.

Por isso, meu caro presidente, pare com esses tiques de "senhor feudal" ao querer penalizar a população de uma forma que tem tanto de inadmissível como de ilegal, cumpra as suas obrigações e sirva Milfontes mandando limpar as ruas que muitas vezes estão imundas, mandando colocar números de porta em prédios na rua principal cujos proprietários pagam os seus impostos e mandando colocar o número de caixotes suficiente para a população não ter que colocar o lixo na rua.

Alexandre Silva


Os equívocos da junta de Milfontes

Publicado em Sábado, 25 Agosto 2012 17:10
Foto 20120825

Foto tirada às 10:00 da manhã

Reagindo ao texto em que demonstrei a minha indignação pelo castigo que aplicou à população, o presidente da Junta de Freguesia de Milfontes caiu em mais equívocos.

Recebi esta semana um e-mail onde o presidente da junta de Milfontes demonstrou algum desagrado pelas minhas palavras, especialmente pela aplicação que fiz de “mandar”. Acontece que esta palavra tem vários significados, dependendo do contexto como, por exemplo, “governar” e “dirigir”. Conforme mencionou, o referido senhor não manda mas coordena. Insurgiu-se, também, de eu o ter acusado de equívocos mas, infelizmente, tentou-se defender caindo em mais equívocos, como por exemplo:
Começou por descrever o seu trajecto político desde 1985 - equivocou-se porque eu só quis mostrar o meu descontentamento pelo facto da população de Milfontes estar a ser punida. Depois fez campanha política descrevendo uma lista das obras que mandou fazer (perdão, coordenou a execução) na vila - voltou-se a equivocar porque é dever de qualquer autarca servir a população da melhor maneira possível não devendo, por isso, puxar de galões só por ter cumprido a sua obrigação. Seguidamente, refere que o acto de colocar o lixo fora dos contentores era prática de alguém com casa de férias arrendada – novo equívoco, porque se o infractor estava identificado qual o motivo de mandar colocar (perdão, coordenar a colocação) do edital numa árvore ameaçando a população? Continuando, afirma que a junta não pode aplicar coimas. Eu até concordo que não o possa fazer, mas pode ameaçar e punir? Penso que não, o que significa que continua equivocado. Quando diz que Milfontes tem contentores de lixo em demasia, a fotografia que ilustra este artigo, tirada às 10:15 da manhã na rua principal de Milfontes, e que mostra um ecoponto completamente cheio demonstra que continua equivocado - ou há contentores a menos ou há falha na sua distribuição pela vila. Relativamente à dúvida sobre se o artigo que escrevi no meu blogue não tem como objectivo atingi-lo pessoalmente, quero-lhe dizer que continua equivocado pois, repito, eu só quis demonstrar a minha indignação por um edital que o senhor mandou colocar (perdão, coordenou a colocação) e cujo conteúdo considero inadmissível. Pode ficar descansado porque não está nos meus horizontes ser seu adversário político. Não deixarei, no entanto, de me insurgir sempre que surja qualquer situação injusta.
Sobre a sua recomendação de leitura de “O Feudalismo” de Maurice Duverger, tenho a informar que tentei adquirir a referida obra. No entanto, devido a novo equívoco da parte do presidente ou a qualquer falha na pesquisa que efectuei, não consegui encontrar o referido livro na bibliografia do autor, que começa com Les partis politiques (1951) e que acaba com L'Europe dans tous ses États (1995). No final do seu e-mail, voltou a cair num novo equívoco quando referiu que tinha tido 19 valores à disciplina de história nos seus tempos de liceu. Sinceramente, e tirando o facto desta classificação lhe poder dar alguma equivalência (das que estão actualmente na moda) que necessite para a sua vida profissional, não vejo qualquer relação lógica entre uma nota de liceu e uma ameaça ilegal feita pela junta de freguesia na pessoa do seu presidente. 
Para terminar, e em resposta à solicitação efectuada, junto abaixo o e-mail que recebi do sr. José Gabriel R.O. Lourenço. Saliento que este texto foi copiado e colado na íntegra neste artigo não tendo eu, por isso, qualquer responsabilidade pelos inúmeros erros ortográficos que constam do documento, pois embora tenha tido uns modestos 14 valores na disciplina de Língua Portuguesa no último ano de liceu, essa nota foi suficiente para que eu consiga escrever sem erros.

Alexandre Silva

http://www.alexandresilva-photography.com/blog/105-os-equivocos-da-junta-de-milfontes.html


------- E-mail do presidente da junta de Vila Nova de Milfontes ------



Exmº Senhor Alexandre Silva,
 
Por não ter a prazer de conhecer Vª Exª, não vou fazer juízos de valor sobre a sua pessoa, sejam eles profissionais, morais ou ideológicos, como o Senhor fez a meu respeito.Venho, no entanto, informa-lo e esclarecer-lhe humildemente, quem sou.
 
Ente 1985 e 1997 fui autarca em Vila Nova de Milfontes, tendo sido eleito como presidente para dois mandatos entre 1989 e 1997.Entre 1997 e 2009 estive afastado das lides autarquicas.Passados doze anos, em 2009 voltei a candidatar-me defrontando mais quatro candidatos, a população de Vila Nova de Milfontes, passados doze anos ainda não me tinha esquecido nem o meu trabalho e dedicação, pelo que voltou a eleger-me.
 
A minha primeira preocupação após a tomada de posse, foram os mais necessitados, tendo em consideração a crise económica e financeira que se advinhava para o país, abri na freguesia uma Loja Social que hoje presta apoio a mais de cento e cinquenta familias; assinei protocolos com o Banco Alimentar e com a empresa Vitacres e esta junta procede a distribuição de generos alimenticios uma vez por mês a mais quarenta familias.Esta junta de freguesia garante transporte a todas as crianças do 1º ciclo e jardim de infância, bem como a programas de OTL em curso.
 
Sobre a minha cabeça estar cheia de equivocos, porque não conheço Vª Exª e à partida é uma pessoa de bem, apenas iquivocada por falta de conhecimento sobre algumas matérias, recomendo-lhe a leitura ou consulta do manual de Direito Administrativo do Professor Freitas do Amaral e de um qualquer manual de Direito Fiscal.
 
Sobre os equívocos que Vª Exª me atribui, parece-me que os equívocos não são meus, mas seus, em virtude de se pronunciar sobre matéria da qual não tem conhecimento de facto nem de causa, senão vejamos:
 
Equívoco 1 - Das 4259 freguesias nenhuma tem competências na gestão de residuos, a gestão de residuos é das câmaras municipais, no caso concreto a gestão de todo o tipo de residuos é da Câmara Municipal de Odemira e da Ambilital. A Junta de Freguesia de Vila Nova de Milfontes presta voluntariamente serviços complementares, limpando os espaços envolventes dos contentores e ecopontos, para minimizar a incapacidade de resposta tanto da Câmara Municipal de Odemira como da Ambilital .O número de contentores existentes é mais do que suficiente, pessoalmente entendo que são contentores a mais, com concentrações de 5 e 6, que ninguém quer ter perto das suas casas.Se os contentores não fossem enchidos com cartão, residuos reciclaveis e material lenhoso (resultante de limpeza de quintais e jardins) durante o dia, à noite os resíduos domésticos e matéria orgânica poderiam ser depositados nos referidos contentores.No caso em apreço, os sacos depositados na caldeira da árvore, continham resíduos reciclaveis misturados com matéria orgânica, com dois contentores vazios a menos de vinte metros.Esta prática já durava há alguns dias, os primeiros foram recolhidos, mas o mau hábito continuou por alguém que não faz parte da população de Vila Nova de Milfontes, nem tão pouco tem segunda habitação, era prática de alguém com casa de férias "arrendada".É demagógico o titulo do seu escrito!
 
Equívoco 2 - Esta Junta de Freguesia não comete ilegalidades, esta Junta de Freguesia pode suspender serviços que presta voluntariamente, desde que os beneficiários não respeitem quem trabalha.Esta Junta de Freguesia não recebe nenhuma porcentagem do IMI, não cobra taxas e sobretaxas, essas são cobradas pela Câmara Municipal de Odemira e repartidas por outras entidades.(Ambilital e ARH)
 
Equívoco 3 - Esta Junta de Freguesia não pode aplicar coimas pelo incumprimento na deposição dos residuos, porque não é a entidade gestora dos mesmos; a Câmara Municipal de Odemira para aplicar coimas teria que ter um fiscal em cada contentor, mesmo assim não as poderia aplicar porque a prática alterar-se-ia.Não compreendo como é que Vª Exª sendo uma pessoa de bem e de boa fé, não entende que falta de civismo de alguém é a má imagem de todos!
 
Equivoco 4 - Sou presidente da Freguesia de Vila Nova de Milfontes eleito democraticamente, para exercer o poder que me foi delegado pela população, na defesa da nossa terra e dos legitimos direitos de quem cá vive, não tolerarei faltas de civismo (mesmo ocasionais) porque não somos criados de ninguém.
 
Meu caro senhor Alexandre Silva, começo a duvidar que o seu escrito não tenha sido elaborado para me atingir pessoalmente, com que intenções não sei,no entanto continuo a considera-lo uma pessoa de bem e de boa fé.
Meu caro Senhor Alexandre Silva, em quatro linhas de texto escreveu três vezes a palavra "mandando", percebe-se que é uma pessoa que está acostumada a mandar, eu não mando, eu dirijo e coordeno um junta de freguesia com quarenta trabalhadores, pelo que os tiques de "senhor feudal" não são meus, já agora, porque vem a talhe de foice, nos meus tempos de liceu,quando fiz a disciplina de história com nota final de 19 valores, um dos muitos livros que li, foi um de Maurice Duverger, O Feudalismo que lhe recomendo vivamente.
 
Finalmente para terminar, e, para não ficar com dúvidas sobre a sua pessoa de bem e de boa fé, solicito que publique no seu blogue a minha resposta ao seu escrito!
 
Todos os dias ao dispôr de Vª Exª na sede da Junta de Freguesia dentro do horário de expediente.
Com os melhores cumprimentos.
 
José Gabriel R.O.Lourenço



Câmara autua lixo na via pública
http://www.mun-setubal.pt/pt/noticia/camara-autua-lixo-na-via-publica/759



Tags: que  não  junta  milfontes  para  com  população  presidente  freguesia  por  uma  como  contentores  porque  senhor  esta  equívoco  vila  lixo  dos  
Actualizado em ( Quinta, 30 Agosto 2012 09:50 )
 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.