Domingo, 30 Dezembro 2012 19:10    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Municípios do Alentejo e Algarve resistem à agregação de agrupamentos escolares
Avaliação: / 0
FracoBom 

28 DEZEMBRO, 2012

O processo de agregação de agrupamentos escolares ainda está longe do fim. Corrigido às 16:45


Há muitos concelhos onde ainda há agregações por fazer. Como têm escolas TEIP ou escolas com Contrato de Autonomia ou ensino ministrado em  prisões estão a ficar fora do processo. A lista que a seguir se apresenta mostra que ainda há muitas escolas não agrupadas. O processo de agregação de agrupamentos resulta em redução significativa de despesa pública. Uma redução de caráter estrutural e permanente. 


Essa redução é uma consequência direta da diminuição do número de diretores, subdiretores, adjuntos e assessores. Mas provoca também redução de despesa com pessoal administrativo por via da fusão de secretarias escolares. E permite um melhor aproveitamento dos recursos docentes, evitando a ocorrência de horários zero e componentes letivas incompletas.


DREN


BRAGA, nenhuma

GUIMARÃES, nenhuma

CINFÃES, nenhuma; têm TEIP´s refugiam-se na exceção da Lei

PÓVOA DO VARZIM, nenhuma

VILA DO CONDE, nenhuma
BAIÃO, nenhuma
FELGUEIRAS, uma
LOUSADA, uma
MARCO DE CANAVEZES, duas
PAÇOS DE FERREIRA, nenhuma
PAREDES, duas
PENAFIEL, uma
PONTE DE LIMA, nenhuma
VIANA DO CASTELO, nenhuma
VILA REAL, uma



DREC                                                                         

AGUEDA, uma                                                  

AVEIRO, duas                                                  

ESTARREJA, nenhuma                                                 

MURTOSA, nenhuma                                                   

CASTELO BRANCO, uma                                    
COVILHÃ, nenhuma                                                   
CANTANHEDE, uma                                             
COIMBRA, três                                                
OLIVEIRA DO HOSPITAL, nenhuma                                 
GUARDA, nenhuma                                                        
LEIRIA, uma                                                      
MARINHA GRANDE, nenhuma
POMBAL, uma
SÃO PEDRO DO SUL, nenhuma
VOUZELA, nenhuma
DRELVT
Lisboa, sete
Loures, três
Odivelas, nenhuma
Vila Franca de Xira, duas
Sesimbra, uma
Torres Vedras, uma
ABRANTES,RIO MAIOR,SALVATERRA MAGOS, TORRES NOVAS, nenhuma
Caldas da Rainha, uma
AMADORA, ALENQUER, MAFRA, PENICHE, ALMADA, nenhuma
BARREIRO, MOITA, MONTIJO, PALMELA, SEIXAL, SETÚBAL, nenhuma
DRE ALENTEJO
ALCAÇER DO SAL, ÉVORA, MONTEMOR-O-NOVO, REGUENGOS, VIANA DO ALENTEJO, ELVAS, PONTE SOR, BEJA, GRÂNDOLA, MOURA, ODEMIRA, SANTIAGO DO CACÉM, nenhuma
DRE ALGARVE
FARO,PORTIMÃO e TAVIRA nenhuma

Nota: o processo de agregação de agrupamentos está ainda a decorrer. É possível que alguma da informação constante nesta lista já esteja desatualizada. Irei corrigindo eventuais erros à medida que deles tiver conhecimento. Agradeço eventuais correções.

Nota 2: O post foir corrigido às 16:45. Uma gralha colocou os concelhos AMADORA,ALENQUER,MAFRA,PENICHE,ALMADA,BARREIRO,MOITA,MONTIJO,PALMELA,SEIXAL e SETÚBAL na lista da DREC. Obviamente, pertencem à DRELVT. Paredes e Marco de Canavezes têm duas agregações e não uma como por lapso foi dito.


29 DEZEMBRO, 2012

Municípios do Alentejo e Algarve resistem à agregação de agrupamentos escolares


Como se pode verificar pela leitura das agregações de agrupamentos o Alentejo é a região mais atrasada no processo de agregação de agrupamentos.  Os municípios da Margem Sul de Lisboa, geridos pelo PCP e pelo PS, têm conseguido parar o processo. Resistência também no Algarve, uma região onde o PS tem grande influência no poder local. 

DREN

BRAGA, nenhuma
GUIMARÃES, nenhuma
CINFÃES, nenhuma
PÓVOA DO VARZIM, nenhuma
VILA DO CONDE, nenhuma

BAIÃO, nenhuma

FELGUEIRAS, uma

LOUSADA, uma
MARCO DE CANAVEZES, duas
PAÇOS DE FERREIRA, nenhuma
PAREDES, duas
PENAFIEL, uma
PONTE DE LIMA, nenhuma
VIANA DO CASTELO, nenhuma
VILA REAL, uma

DREC                                                                         

AGUEDA, uma                                                  
AVEIRO, duas                                                  
ESTARREJA, nenhuma                                                 
MURTOSA, nenhuma                                                   
CASTELO BRANCO, uma                                    

COVILHÃ, nenhuma                                                   

CANTANHEDE, uma                                             

COIMBRA, três                                                
OLIVEIRA DO HOSPITAL, nenhuma                                 
GUARDA, nenhuma                                                        
LEIRIA, uma                                                      
MARINHA GRANDE, nenhuma
POMBAL, uma
SÃO PEDRO DO SUL, nenhuma
VOUZELA, nenhuma
DRELVT
Lisboa, sete
Loures, três
Odivelas, nenhuma
Vila Franca de Xira, duas
Sesimbra, uma
Torres Vedras, uma
ABRANTES,RIO MAIOR,SALVATERRA MAGOS, TORRES NOVAS, nenhuma
Caldas da Rainha, uma
AMADORA, ALENQUER, MAFRA, PENICHE, ALMADA, nenhuma
BARREIRO, MOITA, MONTIJO, PALMELA, SEIXAL, SETÚBAL, nenhuma
Sintra, sete
Alcobaça, uma
DRE ALENTEJO
ALCAÇER DO SAL, ÉVORA, MONTEMOR-O-NOVO, REGUENGOS, VIANA DO ALENTEJO, ELVAS, PONTE SOR, BEJA, GRÂNDOLA, MOURA, ODEMIRA, SANTIAGO DO CACÉM, nenhuma
DRE ALGARVE
FARO, uma
PORTIMÃO, uma
V. R. Santo António, duas
TAVIRA nenhuma

Nota: o processo de agregação de agrupamentos está ainda a decorrer. É possível que alguma da informação constante nesta lista já esteja desatualizada. Irei corrigindo eventuais erros à medida que deles tiver conhecimento. Agradeço eventuais correções.

http://www.profblog.org/




 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.