Terça, 20 Agosto 2013 09:32    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quercus já tem metade da verba para processo contra projeto turístico em Odemira
Avaliação: / 0
FracoBom 

Quercus já tem metade da verba para processo contra projeto turístico em Odemira
A Quercus já angariou metade da verba necessária para custear um processo judicial contra a construção de um empreendimento turístico em Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira (Beja), revelou hoje o presidente da associação ambientalista. 

"Temos cerca de 2.200 euros", que vão constituir "uma ajuda bastante importante" na ação judicial que a Quercus pretende interpor para "travar um empreendimento turístico que, a ser implementado, terá impactos muito significativos" na zona, disse Nuno Sequeira. 

O presidente da Quercus falava à agência Lusa a propósito da campanha de financiamento coletivo (“crowdfunding”) que a associação lançou e que está em curso, até à próxima sexta-feira. 

A campanha visa financiar uma ação judicial contra a construção de um empreendimento turístico no concelho de Odemira, junto a Vila Nova de Milfontes, e em pleno Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. 

Já aprovado pelo Governo, o Projeto de Desenvolvimento Turístico e Ambiental de Vila Formosa prevê a construção de um hotel, dois aldeamentos turísticos e um equipamento destinado à prática desportiva e à animação de eventos temáticos. 

Segundo Nuno Sequeira, o montante já angariado "está perto do que a Quercus precisa para custear o processo judicial em si", faltando outro tanto para pagar "outras despesas, nomeadamente com deslocações de testemunhas e preparação do processo". 

"Temos um total de 174 doadores" e "alguns donativos maiores de 50 ou 100 euros, mas a grande percentagem é de cinco, dez e quinze euros", precisou, lembrando que os interessados podem ainda contribuir até sexta-feira. 

Assinalando que "uma campanha deste tipo não é comum em Portugal" e que, no que respeita à Quercus “é a primeira vez que faz uma nestes moldes", o responsável destacou que, para estreia, "está a ser bastante positivo". 

Além de querer recorrer aos tribunais para "repor a legalidade e evitar mais este atentado contra a integridade" daquele parque natural, a organização ambientalista vai também apresentar uma queixa junto da Comissão Europeia.

.diariOnline RS com Lusa
18:46 segunda-feira, 19 agosto 2013




 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.