Quinta, 13 Fevereiro 2014 12:09    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Pescadores de Azenha do Mar vão entregar peixe em casa
Avaliação: / 1
FracoBom 

Cabaz do Mar

Pescadores de Azenha do Mar vão entregar peixe em casa

 
12-02-2014 15:22:30
  A     A     A  
 

O projeto, que deverá ter início em março, consiste na elaboração de um “cabaz do mar”, que inicialmente será composto por cerca de três quilos de pescado fresco e vendido a 20 euros, preço que inclui a entrega em casa. 


Azenha do Mar, uma pequena comunidade piscatória da freguesia de São Teotónio, no concelho de Odemira, está a desenvolver um projeto de venda direta de peixe aos consumidores, a iniciar em março, cujos objetivos são eliminar os intermediários e valorizar as espécies menos apreciadas. O projeto vai ser posto em prática pela Associação Cultural e de Desenvolvimento de Pescadores e Moradores da Azenha do Mar, com o apoio da cooperativa Taipa, que atua nas áreas da solidariedade e do desenvolvimento. A iniciativa consiste na elaboração de um “cabaz do mar”, que inicialmente será composto por cerca de três quilos de pescado fresco e vendido a 20 euros, preço que inclui a entrega em casa, explicou à Lusa Telma Guerreiro, presidente da Taipa. Os cabazes deverão começar a ser distribuídos em março e o projeto irá desenrolar-se em fase experimental até ao final do ano, acrescentou a responsável, adiantando que se trata de um projeto “inovador” a nível nacional, que segue a “lógica” dos cabazes de produtos hortofrutícolas, mas associado ao pescado, que tem regras específicas. É que o peixe vendido nos cabazes tem de ser obrigatoriamente comprado nas lotas, o que garante a qualidade, a higiene e a segurança dos produtos, além de que respeitam as normas de sustentabilidade das espécies. 

Os elementos da associação local serão responsáveis por comprar, amanhar, acondicionar e entregar o pescado aos residentes no concelho que estiverem interessados, “encurtando o circuito” de distribuição. O “cabaz do mar” será elaborado com espécies que estiverem disponíveis no dia da compra, incluindo algumas menos valorizadas pelos consumidores, como o rascasso, o bodião e a cavala, explicou ainda Telma Guerreiro. Desta forma, o projeto contribui para a “redução da rejeição” destas espécies, comprometendo-se também a pagar “um preço justo” por elas, uma vez que “chegam a ser vendidas a cêntimos”.

Para ultrapassar uma eventual resistência dos clientes, o peixe será acompanhado de algumas receitas, recolhidas junto dos pescadores e das suas famílias. E também está prevista, segundo a dirigente, a organização de oficinas de culinária e de encontros com os pescadores e a população.

O projeto está orçado em cerca de 50 mil euros, com financiamento por fundos comunitários (75 por cento) e do município.

ambaal



Tags: que  mar  projeto  por  peixe  pescado  pescadores  será  casa  cabaz  vendido  preço  cerca  ser  com  azenha  março  dos  espécies  euros  
 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.