Quarta, 08 Abril 2015 10:28    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Alunos fazem manifestação na Secundária de Odemira
Avaliação: / 1
FracoBom 

foto

Alunos e pais protestam contra “anarquia” no Agrupamento de Escolas de Odemira
Alunos, pais e professores protestaram hoje contra a "anarquia" no Agrupamento de Escolas de Odemira, que está há quase dois anos sem diretor e é gerido por uma Comissão Administrativa Provisória (CAP) "incapaz". 

"Cerca de 300 pessoas", entre alunos, pais e professores, concentraram-se junto ao portão da sede do agrupamento, a Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, em Odemira, onde formaram dois cordões humanos "simbolicamente de mãos atadas", relatou à agência Lusa Margarida Percheiro, da organização do protesto. 

"Sentimo-nos de mãos atadas, impotentes, porque não podemos fazer nada" para resolver a situação "vergonhosa" do agrupamento, que "está sem diretor há quase dois anos e a funcionar de forma anárquica e sem rumo", explicou Margarida Percheiro, presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, a organizadora do protesto. 

Para o representante dos pais e encarregados de educação, Pedro Pinto Leite, o Agrupamento de Escolas de Odemira, "o único no Alentejo que não tem um diretor eleito, tem uma CAP, que foi nomeada há dois anos e é incapaz de cumprir a tarefa simples de formar um Conselho Geral Transitório (CGT)", ao qual compete eleger o diretor. 

A situação está "a ter reflexos na qualidade do ensino", disse à Lusa Pedro Pinto Leite, referindo que "os alunos sentem que o agrupamento está a funcionar de forma anárquica e, por isso, há um aumento de indisciplina e casos de ´bullying`". 

"Não há justificação possível" para o agrupamento estar sem diretor, considerou Pedro Pinto Leite, lembrando que o processo de constituição do CGT está por concluir ao fim de dois anos "devido à interferência perversa e constante da presidente da CAP", Isabel Rosa. 

"É muito estranho a CAP não ter conseguido, em dois anos, fazer eleger um diretor", afirmou Pedro Pinto Leite, referindo que "dá a ideia de que [Isabel Rosa] está a atrapalhar o processo para se manter como presidente da CAP". 

A "única solução" para o problema é a "urgente nomeação de uma nova CAP", que seja "capaz de concluir o processo de constituição do CGT em tempo útil de se poder eleger um diretor ainda antes do final do ano letivo", disse. 

O Agrupamento de Escolas de Odemira foi criado em 2013 no âmbito do processo de reorganização da rede escolar e reúne as escolas básicas do antigo agrupamento e a escola secundária de Odemira.

Cada um dos agrupamentos criados em 2013, no âmbito da reorganização da rede escolar, passou a ser gerido por uma CAP com um mandato de um ano e até à eleição do diretor pelo CGT, formado por representantes de docentes, pessoal não-docente, alunos, pais, municípios e comunidade local. 

Segundo Pedro Pinto Leite, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) escolheu os diretores das escolas agregadas para presidentes das CAP da maioria dos 318 agrupamentos criados, o que não aconteceu em Odemira. 

Por discordarem da criação do novo agrupamento, os diretores do antigo agrupamento de escolas e da escola secundária de Odemira demitiram-se, mas depois propuseram-se como presidente e vice-presidente, respetivamente, da CAP do novo agrupamento. 

A proposta foi rejeitada pelo MEC, que nomeou docentes "sem experiência ou formação em gestão e administração escolares" para a CAP, a qual "ainda não foi capaz de constituir um CGT", que terá "a tarefa simples de eleger um diretor", disse. 

A Lusa tentou hoje, por várias vezes e sem sucesso, contactar a presidente da CAP do Agrupamento de Escolas de Odemira.

.diariOnline RS com Lusa
16:37 terça-feira, 07 abril 2015



Tags: agrupamento  que  cap  odemira  diretor  escolas  por  para  não  alunos  está  dois  sem  secundária  presidente  anos  pedro  cgt  leite  pais  
 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.