Sexta, 15 Julho 2016 09:21    PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Comunicado à População da Freguesia de Vila Nova de Milfontes
Avaliação: / 0
FracoBom 

Comunicado à População da Freguesia de Vila Nova de Milfontes

Na vida acontecem-nos coisas surpreendentes, coisas boas que não planeamos. Ser autarca foi uma dessas coisas.

Essa coisa surpreendente deveu-se ao convite que me foi endereçado - que aceitei de forma imediata - e deveu-se, acima de tudo, ao voto de confiança dos milfontenses, a que respondi com o sentido de bem fazer pela terra que tão bem me acolheu desde menina, onde cresci e me tornei mulher, a terra dos meus filhos e hoje a minha terra, a nossa terra!

Acreditei num mandato de realizações para Vila Nova de Milfontes e este tem sido de facto um mandato autárquico de elevada exigência, mas também tem tido inúmeras realizações e alegrias, disso são indiscutíveis exemplos:
a) A solução imediata, no início do mandato, dos problemas de corte de água persistentes que nos apoquentavam diariamente;
b) A concretização do Jardim Público há muito prometido e agora finalmente concretizado;
c) A resolução do problema da ETAR, ambientalmente relevante, e que permite agora a utilização com qualidade da Praia do Carreiro da Fazenda;
d) A requalificação da nossa vila também ela há muito prometida e agora em fase de concretização;
e) O arranjo, absolutamente fundamental, do espaço exterior do nosso jardim de infância;
f) A requalificação do Posto de Turismo, melhorando o atendimento a quem nos visita;
g) A descentralização do atendimento municipal na freguesia, evitando deslocações e custos acrescidos aos nossos habitantes;
h) As intervenções no Portinho do Canal e na Praia do Malhão;
i) O melhoramento dos abrigos de espera dos autocarros;
j) A reparação constante dos caminhos vicinais, só nos primeiros seis meses de 2016 foram aplicadas 320 toneladas de terra e tout-venant;
k) A implementação de um projeto inovador de empréstimo de livros com a nossa cabine de leitura e a criação da biblioteca “Millivros”;
l) O apoio permanente às coletividades locais;
m) Os arranjos realizados em alguns pequenos espaços verdes há muito esquecidos;
n) A criação de incentivo à natalidade e ao comercio local com a criação do projeto “Bébés de Milfontes”;
o) O aumento do número de crianças a transportar para as escolas nos últimos 3 anos;
p) Fazer do aniversário da Vila uma festa para todos;
q) O apoiar de diversas iniciativas de animação da Vila;
r) Resolver o problema existente, desde o anterior executivo, com antiga funcionária, evitando assim um custo completamente desnecessário;
s) O pagamento da dívida existente pela aquisição de terreno, com valores assumidos pelo anterior executivo e que não foram pagos;
t) O aumento da utilização do Pavilhão “Raul Vicente”, com a introdução de novas modalidades;
u) O aumento do número de famílias apoiadas pela loja social, assim como o aumento em quantidade e variedade dos produtos alimentares doados a cada família;
v) O exigir de Médicos para a freguesia, pois tínhamos um Médico (chegámos a estar 4 meses sem um único Médico) e hoje - felizmente - temos 3 Médicos de Família ao serviço da nossa freguesia;
w) A solução legal, aprovada na Assembleia de Freguesia, encontrada para a “Feira da Horta” por exigência das autoridades;
x) Entre muitas outras...

Independentemente destas realizações é certo que muitos projetos ainda faltam e que outros estão próximos de se iniciar e concretizar. São maior exemplo disso, o desassoreamento da foz do Rio Mira, a pavimentação da estrada de ligação entre Brunheiras e Galeado e a organização do trânsito em Vila Nova de Milfontes.

Nunca estará tudo feito, aprendi que a vida autárquica é difícil e que a exigência é fundamental para que as coisas aconteçam. Muitas realizações não dependem diretamente de nós, mas cabe-nos lutar todos os dias para que se concretizem. Todos os dias tenho feito esse trabalho junto das mais diversas entidades, o trabalho de exigir que o que está prometido seja projetado e concretizado. Que cada um avalie o sucesso desse meu esforço pela nossa terra!

Ao longo do exercício deste mandato - com uma gestão sempre mais exigente pela coligação com eleitos de outras duas forças políticas - tenho tido um comportamento que me é próprio, tenho sido eu, com as minhas virtudes e os meus defeitos, em prol do serviço público, em prol da nossa freguesia e tudo tenho feito para separar - ao contrário do que outros querem fazer querer - o que é o meu papel de autarca do que é a minha vida particular. Deixo também, para cada um, a sua própria avaliação em termos e comportamento, seja o de hoje, seja o de ontem!

Apesar da minha inexperiência nestas andanças, sabia que iria ter adversários, mas nunca os imaginei de tão baixo nível! Hoje, sinto que essas desconsiderações, provocações e insultos em praça pública precisam da resposta adequada e dada no plano particular pelos meios de que disponho. No entanto, entendo que essa resposta, como tem sido o meu comportamento, não se coaduna com o papel público de autarca que desempenho.

Por tudo isso, porque me pauto por valores e princípios e esses estão acima de tudo, preciso agora de me ausentar, não só por motivos pessoais nomeadamente de saúde, mas também por uma questão de princípio ético, de modo a tratar da resposta que se impõe, pelos meios adequados. Os meios judiciais!

Assim pelas razões supra referidas, informo a todos que - ao abrigo do disposto no art.º 75º da Lei n.º 169/99, de 18.09 e no art.º 6º do Regimento da Assembleia de Freguesia – decidi renunciar ao cargo para o qual fui eleita.

Sei que com esta decisão muitos irão inventar, conjeturar, especular e colocar as coisas de forma errada. Sobre isso, digo apenas que o que nisto tudo interessa, é a união em torno de Vila Nova de Milfontes e é pelo bem desta nossa terra - e só por isso - que tomei esta sempre difícil decisão.

Agora iremos todos ter a possibilidade de analisar quem efetivamente quer a união dos milfontenses e pelo contrario, quem os quer desunidos.

Deixo a todos uma mensagem de total confiança no meu substituto que liderará este continuo desafio de fazer crescer Vila Nova de Milfontes, quer em termos de infraestruturas ou equipamentos, quer em qualidade de vida e em princípios.
Deixo para o fim um agradecimento a todos os que me ajudaram ao longo deste percurso, pedindo-vos compreensão e redobrado apoio a este executivo, que acredito tudo fará pelo bem da nossa terra, pelo bem de Vila Nova de Milfontes.

Anabela Gamito



Tags: que  com  para  vila  nossa  dos  coisas  terra  milfontes  freguesia  tudo  nos  todos  nova  por  não  uma  pela  bem  agora  
 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.