Segunda, 15 Fevereiro 2016 13:09    Versão para impressão
Acesso à Praia das Furnas
Avaliação: / 0
FracoBom 

POLIS

Acesso à Praia das Furnas

Aguarda-se saber qual a entidade que fica a cargo da manutenção das obras daquele programa

2016-02-12
Em Odemira a primeira obra do projeto de requalificação e valorização da Orla Costeira do Litoral Sudoeste foi oficialmente inaugurada

Dia 20 de janeiro passado, João Pedro Matos Fernandes (Ministro do Ambiente) cumpriu as honras com pompa e circunstância, acompanhado por Célia Ramos (Secretária de Estado do Ordenamento do Território e Conservação da Natureza), André Matoso (Presidente do Conselho da Administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste) e José Alberto Guerreiro (Presidente da Câmara Municipal de Odemira e Vice Presidente da Sociedade Polis Litoral Sudoeste).

Nos seus discursos e respostas aos jornalistas, o Ministro do Ambiente, assume o seu empenho na conclusão das obras em curso com o prolongamento da vida da Sociedade Polis Litoral Sudoeste até ao final do ano de 2016. Promete ainda, aproveitando o novo ciclo de fundos comunitários, alguns milhões de investimento para a manutenção da linha de costa.

João Pedro Matos Fernandes garante também que a empreitada do desassoreamento do Rio Mira e o carregamento artificial de areias na praia da Franquia, bem como a de proteção da arriba da praia da Zambujeira, serão realizadas até ao final do ano. Já o Presidente da Câmara de Odemira, relativamente a estes assuntos, em declaração ao MERCÚRIO, lembra que essas obras são da competência do ministério do ambiente e, à cautela, prefere fazer a sua previsão até meados de 2017.

José Alberto Guerreiro informou que, por falta de garantia de financiamento, ficam por realizar, no contexto da Sociedade Polis, a Ecovia e a Ciclovia previstas.

Quanto à intervenção junto à praia do Malhão o Presidente da Câmara de Odemira reconhece que a circulação do parque de estacionamento não está funcional e que estava prevista outra solução de acabamento relativamente ao tipo de pavimento que “devido às opções tomadas pelo projetista percebe-se que não resulta e que é preciso reforçá-lo porque os rodados danificam os alvéolos que seguram a pedra”. “É ainda preciso dar-lhe outra coloração porque de facto em termos ambientais a solução também não está inteiramente integrada e em termos paisagísticos a própria sinalização não resulta bem no terreno”, conclui.

Também o estacionamento da zona da praia dos Alteirinhos “empoeira toda a zona envolvente e por isso ainda não foi dada por concluída a intervenção por ser necessário melhorar o seu acabamento”, diz José Alberto.

O MERCÚRIO não conseguiu obter uma resposta concreta acerca de qual a entidade que irá suportar os custos de manutenção de toda esta obra. Ambos, Ministro e Presidente da Câmara, dizem não ter sido ainda encontrada a solução mas que esta deverá passar por uma partilha de responsabilidades entre as várias entidades no terreno. Mas o Sr. Ministro foi mais longe dizendo que “pela proximidade” o município estará mais apto a controlar o processo.  

por Pedro Pinto Leite



Tags: que  por  não  praia  presidente  polis  das  odemira  câmara  litoral  sudoeste  ainda  sociedade  obras  ministro  manutenção  qual  alberto  josé  foi